novidades

O que são todas aquelas siglas do meu roteador?

A Interline ajuda você a entender

Apesar de a maioria dos roteadores atuais terem instalações fáceis e com comandos diretos, algumas siglas podem confundir durante o uso. 
Para tirar todas as dúvidas e excluir a possibilidade de problemas com a conexão, vamos definir brevemente o que é LAN, WAN, WLAN, DNS, WPS e Ethernet. Entender como cada configuração e recurso funciona pode ajudar a ter uma internet segura e rápida.

Vamos as siglas?

LAN
Local Area Network, ou rede local, é a configuração para redes instaladas em áreas menores, como casas e escritórios pequenos. Na porta LAN do roteador, o usuário pode conectar computadores, notebooks e periféricos para permitir a distribuição e transmissão da conexão de internet.

WAN
Ao contrário da LAN, que serve para locais menores, a WAN é uma rede de longa distância (Wide Area Network) para cobrir uma área maior com a conexão de internet. Empresas e universidades, por exemplo, contratam provadores de serviço WAN para facilitar o uso de todos os usuários em uma mesma rede. No roteador, caso o cabo do modem não seja conectado na porta WAN, o PC não receberá o sinal de internet.

WLAN
A rede WLAN funciona de forma parecida com a LAN, mas não precisa de cabos conectados. No lugar dos fios, a configuração usa ondas de rádio para se conectar à internet e transmitir dados para cada dispositivo habilitado. É onde se encontra o famoso padrão Wi-Fi e pode ser instalada em casas e escritórios ou em grandes empresas e locais públicos.


DNS
A sigla DNS indica Sistema de Nomes e Domínio (Domain Name System, em inglês). O servidor trabalha com um conversor ou tradutor para facilitar acessos aos sites. O DNS identifica o IP correspondente ao site inserido na URL do navegador e dispensa o trabalho de ter que digitar uma sequência de números.

WPS
WPS é a indicação, em inglês, para Wi-Fi Protected Setup (configuração de Wi-Fi protegido). O recurso no roteador permite conectar novos dispositivos à rede Wi-Fi com praticidade e rapidez. É útil para habilitar repetidores, por exemplo, sem precisar digitar senhas complexas. Apesar de proporcionar esta facilidade, o WPS pode deixar sua rede vulnerável já que o roteador guarda um código que pode ser descoberto por hackers com ajuda de softwares. Por isso, é indicado deixar a função desativada para evitar invasões.

Ethernet
Como explicado acima, a rede LAN serve para conectar computadores e periféricos. Neste ponto entra a Ethernet, padrão mais utilizado para acessos locais e para levar internet ao dispositivo por meio de um cabo. Ao utilizar a tecnologia, é possível resolver problemas de internet lenta, por exemplo, quando sem fio. A porta e o conector são idênticos e fazem ligação automática.

 

 

Fonte: TechTudo

Voltar

 

novidades

O que são todas aquelas siglas do meu roteador?

A Interline ajuda você a entender

Apesar de a maioria dos roteadores atuais terem instalações fáceis e com comandos diretos, algumas siglas podem confundir durante o uso. 
Para tirar todas as dúvidas e excluir a possibilidade de problemas com a conexão, vamos definir brevemente o que é LAN, WAN, WLAN, DNS, WPS e Ethernet. Entender como cada configuração e recurso funciona pode ajudar a ter uma internet segura e rápida.

Vamos as siglas?

LAN
Local Area Network, ou rede local, é a configuração para redes instaladas em áreas menores, como casas e escritórios pequenos. Na porta LAN do roteador, o usuário pode conectar computadores, notebooks e periféricos para permitir a distribuição e transmissão da conexão de internet.

WAN
Ao contrário da LAN, que serve para locais menores, a WAN é uma rede de longa distância (Wide Area Network) para cobrir uma área maior com a conexão de internet. Empresas e universidades, por exemplo, contratam provadores de serviço WAN para facilitar o uso de todos os usuários em uma mesma rede. No roteador, caso o cabo do modem não seja conectado na porta WAN, o PC não receberá o sinal de internet.

WLAN
A rede WLAN funciona de forma parecida com a LAN, mas não precisa de cabos conectados. No lugar dos fios, a configuração usa ondas de rádio para se conectar à internet e transmitir dados para cada dispositivo habilitado. É onde se encontra o famoso padrão Wi-Fi e pode ser instalada em casas e escritórios ou em grandes empresas e locais públicos.


DNS
A sigla DNS indica Sistema de Nomes e Domínio (Domain Name System, em inglês). O servidor trabalha com um conversor ou tradutor para facilitar acessos aos sites. O DNS identifica o IP correspondente ao site inserido na URL do navegador e dispensa o trabalho de ter que digitar uma sequência de números.

WPS
WPS é a indicação, em inglês, para Wi-Fi Protected Setup (configuração de Wi-Fi protegido). O recurso no roteador permite conectar novos dispositivos à rede Wi-Fi com praticidade e rapidez. É útil para habilitar repetidores, por exemplo, sem precisar digitar senhas complexas. Apesar de proporcionar esta facilidade, o WPS pode deixar sua rede vulnerável já que o roteador guarda um código que pode ser descoberto por hackers com ajuda de softwares. Por isso, é indicado deixar a função desativada para evitar invasões.

Ethernet
Como explicado acima, a rede LAN serve para conectar computadores e periféricos. Neste ponto entra a Ethernet, padrão mais utilizado para acessos locais e para levar internet ao dispositivo por meio de um cabo. Ao utilizar a tecnologia, é possível resolver problemas de internet lenta, por exemplo, quando sem fio. A porta e o conector são idênticos e fazem ligação automática.

 

 

Fonte: TechTudo

49 3444 2530 - 99994 4335
Rua Anita Garibaldi, nº 365, Sala 205
Concórdia - SC - 89700-000


O2 MULTI